Stress durante a gravidez e os efeitos no bebê - www.pequeninaluz.com

Stress durante a gravidez e os efeitos no bebê

Como ganhar tempo e fazer o dia render
18/09/2017
Janelas do desenvolvimento – Inteligências Múltiplas
25/10/2017
Exibir tudo

Stress durante a gravidez e os efeitos no bebê

Podemos dizer seguramente que viver sem stress é impossível. Isso porque o stress, em si, não é um problema, mas um processo natural do nosso corpo e da nossa mente para lidar com as diversas situações que enfrentamos no dia a dia, sejam elas boas ou ruins.

Stress durante a gravidez 

Ainda que a imagem de uma gestante seja doce, singela e angelical, o período da gravidez é um período propício para o stress. São tantas mudanças ocorrendo diariamente e simultaneamente, no corpo, na casa, nas relações familiares, na vida profissional, nas finanças… E para lidar com todas essas mudanças a gestante (como um ser humano normal) tem então reações de stress. Se esse stress ocorrer num nível saudável então ela se sentirá animada, motivada e engajada no planejamento e na execução de tantas coisas que compreendem esse momento. Mas o stress pode se dar num nível não saudável também. E por falta de habilidades em gerenciar o stress, grande parte da população, atualmente, sofre com seus efeitos prejudiciais.

De onde viria esse stress? A origem é variada e varia de acordo com a pessoa. Alguns dos principais estressores identificados em um estudo¹ brasileiro estavam relacionados a aspectos da saúde, gravidez indesejada e problemas financeiros. A forma como a gestante interpreta as situações da vida (como estressores ou não) e os recursos que possui para lidar com essas situações, “regulam” o efeito que elas terão sobre a mãe e, por consequência, sobre o bebê.

Isso pode fazer mal ao bebê?

Para o bebê, de forma mais imediata, o stress materno se encontra entre os fatores de risco para o nascimento prematuro e baixo peso² ³, principalmente se estiver presente nos primeiros meses de gestação². A longo prazo, os efeitos para a criança podem ser variados, tanto em aspectos cognitivos como comportamentais.

Os cuidados com a saúde (física e mental) de uma criança iniciam-se antes da gravidez. A forma como eu gerencio o stress, como lido com os estressores do meu ambiente, irão impactar a vida do meu filho. O quanto antes eu aprendo a gerenciar esse stress, deixando que ele se desenvolva em um nível saudável, melhor é para o desenvolvimento saudável do meu bebê. E mesmo depois que a criança nasce, conviver com uma mãe que não gerencia bem o stress trará consequências para o seu desenvolvimento. 

Na área de assinantes do Portal Pequenina Luz você encontra a partir do mês de outubro/2017 um minicurso de gerenciamento do stress para pais. Assista, pratique e tenha uma família saudável e feliz.

(Para saber mais sobre a área de assinantes, clique aqui)

Estudos citados:

¹ Associação de eventos estressores e morbidade psiquiátrica em gestantes.

² Ansiedade na gravidez : implicações para a saúde e desenvolvimento do bebé e mecanismos neurofisiológicos envolvidos.

³ Aumento da prematuridade no Brasil: revisão de estudos de base populacional.

Karyne Correia
Karyne Correia

Karyne Correia é mãe do Ben e madrasta da Isabela. Tem graduação e mestrado em Psicologia, formação em teoria musical, e se aventura no campo do artesanato e da costura.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *