Educando através de vivências - www.pequeninaluz.com

Educando através de vivências

Educando por exemplo
16/07/2017
A verdadeira educação promove um desenvolvimento harmônico de todo o ser.
30/07/2017
Exibir tudo

Educando através de vivências

A experiência pessoal é, a meu ver, o meio mais eficaz de se adquirir valores, atitudes e comportamentos. Você pode elaborar regras e conversar com a criança, pode dar exemplo de como agir, mas quando esses recursos falham, a experiência pessoal entra em cena com sua ação poderosa.

Vou dar um exemplo bem simples:

Começam as aulas e a criança chega em casa, deixa mochila no meio da sala, tênis na cozinha, livro no quarto, tudo espalhado por onde ela passa. A mãe conversa com a criança (instrução) sobre a necessidade de manter tudo em seu lugar, do contrário, quando ela precisar de algo ela não encontrará. A mãe cuida em ela mesma manter suas próprias coisas em ordem, cada uma em seu lugar, para dar exemplo à criança. Num belo dia, na hora de sair para a escola, a criança não encontra a borracha. Procura rapidamente pela casa, mas não encontra. Vai para a escola assim mesmo. Dias depois, novamente na hora de sair para a escola, ela não encontra um dos livros que precisa para a aula daquele dia. Como tem coisas de escola espalhadas por vários cômodos e móveis, ela não consegue lembrar onde guardou o livro, em que lugar deixou da última vez que usou, e novamente tem que ir para a escola sem o material completo.

Se o diálogo e o exemplo da mãe não ajudaram essa criança a entender que cada coisa deve ser guardada em seu lugar para que possa ser encontrada com facilidade depois, pela experiência pessoal ela aprenderá essa lição. Seria muito melhor aprender pela conversa ou com o exemplo do outro, mas, em alguns casos, somente “passando aperto” e sentindo as dores das consequências dos atos, é que muita gente aprende.

A experiência confirma a validade das regras e dos acordos feitos com a criança. É experimentando que ela descobrirá se o acordo que foi feito e as regras que foram colocadas terão de fato as consequências prometidas. É experimentando que ela descobrirá se é bom, ou não, reproduzir alguns comportamentos aprendidos com o exemplo dos pais. É pela própria experiência que a criança aprenderá como o mundo responderá às suas atitudes, comportamentos e valores.

Eu vejo na vivência um excelente instrumento de ensino da Palavra de Deus. Quando a criança perde um objeto do qual gosta muito e sente a alegria em encontrá-lo, ela consegue entender o que a mulher da parábola da dracma perdida sentiu. Quando ela experimenta a alegria de ajudar uma criança que não tem tantos recursos como ela doando roupa e comida, então ela é capaz de compreender melhor o que significam as palavras “há maior felicidade em dar do que em receber” (Atos 20:35).

A religião de cristo precisa ser o estilo de vida da família, para que assim, diariamente a criança desfrute de vivências que permitiram que ela assimile corretamente princípios e valores cristãos.

Karyne Correia
Karyne Correia

Karyne Correia é mãe do Ben e madrasta da Isabela. Tem graduação e mestrado em Psicologia, formação em teoria musical, e se aventura no campo do artesanato e da costura.

1 Comentário

  1. sara nogueira disse:

    texto inspirador… está me ajudando… muito e estou orientado aos pais da minha igreja. obrigada! pela disponibilidade de vcs. com textos maravilhosos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *